Historial

É em Maio de 1994 que surge a ideia. Um grupo de amigas pensa em levar mais longe o nome do Instituto onde estudam, utilizando como meio a música. Com o seu espírito académico, este grupo de marinheiras que irrompeu de uma "faculdade de homens" esboça o projecto de uma Tuna Feminina. Este barco vai acolhendo cada vez mais tripulantes que acreditam ser possível conciliar os estudos com uma vida extra curricular. Começam a soar os primeiros acordes da TFIST - Tuna Feminina do Instituto Superior Técnico.
Afinados todos os detalhes, a TFIST traça a capa pela primeira vez e apresenta-se oficialmente na Cantina do IST, pela ocasião do 83º aniversário da Associação dos Estudantes do IST. Foi no dia 15 de Dezembro de 1994. Soltam-se as amarras e inicia-se assim esta viagem apadrinhada pela TUIST - Tuna Universitária do Instituto Superior Técnico.
Lisboa, Porto, Coimbra, Faro, Évora, Braga, Madeira, Açores... são apenas alguns portos onde a TFIST já navegou e deixou a sua música. Consigo. viajam sempre o nome do seu Instituto e da sua cidade de Lisboa e no regresso vem sempre um pouco mais cheia a caixinha das recordações que cada um dos seus elementos guarda para a vida.
Mantendo-se fiel aos princípios de exigência do IST que se mantêm de geração em geração, a TFIST trabalha ano após ano para a organização da "Expedição", o Festival de Tunas Femininas do IST. Ao longo das suas doze edições, desde 1997, este festival tem vindo a contar com a presença de algumas das melhores Tunas Femininas do país, acreditando sempre que podemos fazer mais e melhor em cada Expedição que organizamos.
Os anos passam e as gerações que hoje se cruzam na Tuna mantêm uma heterogeneidade fora do comum, numa constante aprendizagem pessoal e musical. Na TFIST concilia-se harmoniosamente a amizade com a hierarquia, a admiração com o companheirismo, a generosidade com o respeito. Viver a TFIST é uma forma diferente de viver a vida académica, uma forma diferente de conhecer as pessoas, uma forma diferente de viver e partilhar a própria vida.
Desde 1994, muitos elementos da TFIST terminaram os seus cursos e traçaram novas rotas. Embarcaram então em direcção a novos rumos profissionais, pessoais e familiares, mas nunca deixaram de levar consigo o pedacinho da TFIST que lhes pertence, um sem fim de histórias e melodias, de lições e amizades que irão para sempre persistir...


Voltar