Opções multimédia

Fala da Mulher Sozinha
Original:

Paco Bandeira

Letra:

Eduardo Olímpio

Arranjos:

Ana Rute (Remédios) Banha

Data de estreia:

20-10-2012


Já estou farta de estar só

Acompanhada de nada

Já estou louca de ser rua

Tão corrida tão pisada

Já estou prenhe de amizade

Tão barriga de saudade

Ai eu ainda um dia irei

rasgar a solidão

E nela entrelaçar

O olhar de uma canção

Chegar ao cume, ao cimo, ao alto

Mais longe e mais além

Mas a saber que sou alguém

Na cidade sou loucura

Sou begónia sou ciúme

E eu que sonhava ser rua

Caminho atalho lonjura

Não tenho assento na festa

Sou a migalha que resta.

Ai eu ainda um dia irei

rasgar a solidão

E nela entrelaçar

O olhar de uma canção

Chegar ao cume, ao cimo, ao alto

Mais longe e mais além

Mas a saber que sou alguém

Voltar