Opções multimédia

Breve Ausência
Original:

TFIST

Letra:

Diana Matos

Arranjos:

Miguel “Pato” Monteiro (TUIST)

Data de estreia:


E um sorriso escondido
Conduzido pelo silêncio divino
Da minha solidão
Sonhos que ardem na alma
Marchas cegas
Eternas fantasias infinitas.

As ruas estavam desertas
Nem a tua sombra eu via
Sozinha pela madrugada
Só essa cidade perdida
Entre labaredas de amor
Dançavam recordações
Era a fusão
Era paixão
Beijos lascivos e ardor.

E o amor que sentia
A tua imagem reflectida
No meu coração cheio de cor
E o sol relembrava
Aquele dia que embalava
Nos teus braços
O nosso amor

E um sorriso escondido
Conduzido pelo silencio divino
Da minha solidão
Sonhos que ardem na alma
Marchas cegas
E ternas fantasias infinitas.

Voltar